Veja como evitar prejuízos com fraudes no E-Commerce

postado em: Marketing Digital | 1

A capacidade de vender pela internet tem sido fundamental para a sobrevivência dos negócios na pandemia. Então, as empresas vêm buscando oferecer novos canais de venda on-line para o público, que por sua vez adota hábitos de compra ainda mais digitais.

Fraudes-ecommerce Veja como evitar prejuízos com fraudes no E-Commerce

Nesse contexto, os números do e-commerce brasileiro têm sido bastante positivos. Entre abril e junho de 2020, mais de 70 mil empresas brasileiras presentes no mundo físico entraram no comércio virtual, segundo um levantamento da Visa Consulting & Analytics. Com isso, o ticket médio delas aumentou em 17%. Além disso, as vendas on-line cresceram 41% no Brasil em 2020, chegando ao faturamento de R$ 87,4 bilhões no ano, de acordo com a Ebit | Nielsen.

Mas é preciso ter cuidado com a adoção digital, considerando os riscos de fraudes no e-commerce, que geram prejuízos bilionários pelo mundo. Confira a seguir algumas dicas para se proteger.

 

Aumentam as tentativas de fraude no e-commerce brasileiro

 

Dados da ClearSale mostram que no primeiro trimestre de 2021 o e-commerce brasileiro teve mais de 37 milhões de pedidos. No mesmo período, foram mais de 600 mil tentativas de fraude, um número 83,7% maior do que o registrado nos três primeiros meses de 2020.

A informação refere-se apenas às fraudes evitadas. Juntas, elas causariam um prejuízo de R$ 679,2 milhões.

Enquanto isso, um estudo da Juniper Research estima que as fraudes no e-commerce possam gerar um prejuízo de 20 bilhões de dólares no mundo todo em 2021.

Há duas características comuns a esses golpes digitais. Em primeiro lugar, o ticket médio desse pedido costuma ser maior. Nas compras legítimas, segundo a ClearSale, o valor médio é de R$ 527 em 2021. Já nos pedidos fraudulentos o ticket médio é de R$ 1.130.

O segundo ponto é o objetivo da fraude: a revenda ilegal dos produtos. Entre os itens mais procurados para esse fim, estão celulares, aparelhos de ar-condicionado, eletrônicos e bebidas.

 

Dicas para evitar fraudes no e-commerce

 

Ainda mais preocupante que os possíveis prejuízos desses golpes é o nível de preparação das empresas para preveni-los.

Uma pesquisa da Elo, em parceria com o portal E-Commerce Brasil, revela que 32% das empresas consideram-se pouco preparadas para evitar fraudes no comércio digital. Outras 52% acreditam-se preparadas e somente 12% julgam-se muito preparadas. As restantes, ou 4%, não souberam responder.

Veja, então, alguns sinais de risco na compra e como se prevenir de fraudes.

 

Tenha um certificado de segurança na sua loja virtual

Um certificado de segurança, cujo símbolo fica visível na barra de navegação, não só traz maior confiança para o consumidor digital como também protege sua loja virtual. Ele indica que os dados do e-commerce são criptografados e mais seguros contra a ação de hackers.

 

Entenda o comportamento de compra no seu e-commerce

O consumidor on-line costuma pesquisar, comparar preços e levar algum tempo decidindo antes de comprar, a não ser que seja uma compra habitual. Um comportamento diferente, como o do novo visitante que vai direto ao fechamento do pedido, pode ser considerado suspeito. Nesses casos, vale programar um alerta e solicitar uma confirmação extra do comprador.

 

Atente-se a pedidos acima da média

Seja pela quantidade, seja pelo valor do ticket, compras on-line que fogem ao padrão dos usuários também são sinais suspeitos. Como vimos acima, as fraudes no e-commerce têm um ticket médio muito acima das demais vendas.

 

Cuide também com o volume de transações ou tentativas de compra

Quando o usuário tenta fazer diversas compras em um curto período de tempo, inclusive com cartões diferentes, isso pode ser um caso de testadores de cartão. Ou seja, a pessoa pode estar validando dados de outros indivíduos para saber se funcionam e então usá-los em compras maiores, ou há um bot testando combinações aleatórias.

Se houver suspeita de fraude, vale entrar em contato com as operadoras de cartão.

 

Verifique o endereço de acesso e de entrega

Diversos sites pedem uma confirmação de identidade do usuário caso ele acesse de uma localização diferente da habitual. Isso reduz o risco de fraude por furto de dados.

Também vale verificar se o endereço de recebimento é o mesmo da cobrança e se não há vários endereços de entrega para um mesmo usuário. Caso contrário, o portador do cartão pode não ser o comprador.

 

Use uma plataforma de pagamentos

Existem muitas plataformas de checkout que empregam tecnologias de segurança para ajudar na prevenção de fraudes no e-commerce, como a autenticação 3DS 2.0. Algumas das ferramentas mais conhecidas são PagSeguro, Mercado Pago, Cielo e PayPal.

Tendo esses cuidados, sua loja virtual estará mais bem protegida.

Ainda assim, todo e-commerce deve estar preparado para uma pequena fração de pedidos fraudulentos que são impossíveis de prever. Isso acontece, por exemplo, quando alguém próximo do portador do cartão faz a compra sem o conhecimento deste, prejudicando-o e também sua empresa. Mas grande parte das fraudes são evitáveis e é importante investir na proteção contra elas.

Fonte: https://negociossc.com.br/blog/veja-como-evitar-prejuizos-com-fraudes-no-e-commerce/

Uma resposta

  1. Nirman
    | Responder

    Hey, Thank you so much information about See how to avoid losses from fraud in E-Commerce. Well Thank you so much.

Deixe uma resposta

CommentLuv badge